Agronegócio: Balança Comercial fecha 3º trimestre com superávit de US$ 10,7 bilhões

Postado em: 17/11/2017 ás 15:36 | Por: Vinicius Matheus

Exportações do agronegócio de São Paulo representaram 19,5% do total nacional. Sucos, produtos alimentícios diversos e complexo sucroalcooleiro puxam a fila.De janeiro a setembro de 2017, as exportações do Estado de São Paulo somaram US$ 37,95 bilhões (23,1% do total nacional) e as importações, US$ 40,72 bilhões (36,6% do total nacional), registrando déficit de US$ 2,77 bilhões. Em relação ao mesmo período de 2016, o valor das exportações paulistas aumentou 10,1% e o das importações cresceu 5,3%, reduzindo em 33,9% o déficit comercial, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

O agronegócio apresentou exportações crescentes (+4,9%), atingindo US$ 14,43 bilhões; enquanto as importações setoriais subiram (9,9%), somando US$ 3,67 bilhões, resultando em um superávit de US$ 10,76 bilhões, o que representa aumento de 3,4% no saldo comercial do agronegócio em relação aos nove primeiros meses de 2016. As importações paulistas nos demais setores, excluindo o agronegócio, somaram US$ 37,05 bilhões e as exportações US$ 23,52 bilhões, gerando uma diferença de US$ 13,53 bilhões. “O comércio exterior paulista seria muito mais deficitário não fosse o desempenho do agronegócio estadual”, destacam José Alberto Angelo e Marli Dias Mascarenhas, pesquisadores do IEA e José Roberto Vicente, pesquisador aposentado do Instituto, autores do artigo.

Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio paulista, no período foram: complexo sucroalcooleiro (US$ 6,52 bilhões), carnes (US$ 1,35 bilhão, em que a carne bovina respondeu por 75,5%), sucos (US$ 1,31 bilhão, dos quais 97,1% referentes a sucos de laranja), complexo soja (US$ 1,28 bilhão), e produtos florestais (US$ 1,28 bilhão). Esses cinco agregados representaram 81,4% das vendas externas setoriais paulistas.

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 53,27 bilhões no período analisado, com exportações de US$ 164,60 bilhões e importações de US$ 111,33 bilhões. O aumento no excedente comercial ocorreu em função do crescimento das exportações (18,1%) maior do que o das importações (7,9%).

De janeiro a setembro de 2017, as exportações do agronegócio brasileiro aumentaram 9,8% em relação à igual período do ano anterior, atingindo US$ 73,99 bilhões (45% do total), já as importações subiram 9,2%, somando US$ 10,69 bilhões (9,6% do total). O superávit do agronegócio foi de US$ 63,30 bilhões, 10% superior ao de 2016.

Os cinco principais grupos do agronegócio brasileiro nas exportações foram: complexo soja (US$ 27,81 bilhões); carnes (US$ 11,51 bilhões); complexo sucroalcooleiro (US$ 9,50 bilhões); produtos florestais (US$ 8,41 bilhões); e café (US$ 3,79 bilhões). Esses cinco agregados responderam por 82,5% das vendas externas do agronegócio nacional.

Para ler o artigo na íntegra e consultar as tabelas, clique aqui.

Por: Nara Guimarães

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: