Orgulho da pesquisa paulista

Postado em: 18/05/2018 ás 12:32 | Por: Hélio Filho

A pesquisa agropecuária paulista sempre nos encheu de orgulho e, agora, mais uma vez mostra sua força e sua relevância. A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta) da nossa Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo é uma das seis finalistas da Animal Health Innovation Latin America, na categoria Showcase Regional 2018, que será realizado na capital paulista entre 29 e 30 de maio.

Iniciativa da Kisaco Research, é um importante evento que reúne mais de 130 líderes do setor, instituições públicas, start-ups e pesquisadores com o intuito de celebrar a inovação e colaboração dentro do setor de saúde animal. As tecnologias selecionadas estão disponíveis aos participantes e empresas que podem agendar reuniões de negociação com os pesquisadores.

A Apta participará apresentando seu suplemento alimentar à base de anticorpos para substituir o uso de antibióticos na produção de bovinos de corte. Foi a única instituição de pesquisa selecionada para apresentar seu trabalho e concorrerá com as empresas Handvet, Laboratório Profitus, Soluções Genômicas, Thinkmilk e H4Hoofs Tecnologia da Informação.

Estar entre os finalistas é muito importante para o Governo do Estado para o estabelecimento de parcerias com a iniciativa privada visando escalonar a produção desse produto. Além disso, é uma oportunidade de intercâmbio com a comunidade científica internacional.

O produto é à base de anticorpos associados a L-Lisina HCL e tem a mesma função dos antibióticos na produção de bovinos de corte, com a diferença de ter efeito específico contra bactérias indesejáveis, ou seja, aquelas que causam de fato prejuízo para saúde e o ganho de peso dos animais.

É uma inovação de nossos pesquisadores que vem sendo estudada desde 2012. Ela permite reduzir ao máximo a quantidade de fibras da dieta, padronizando a alimentação e mantendo os animais saudáveis no confinamento. Este é o primeiro produto brasileiro com essas características.

As tecnologias da Apta merecem o reconhecimento nacional e internacional, e seus resultados podem ser mensurados para vermos o quanto é importante investir nelas, o tamanho do retorno que elas trazem.

A cada R$ 1 investido, a Agência gerou R$ 12,20 para a sociedade, como mostra a análise dos impactos econômicos, sociais e ambientais de 48 tecnologias, desenvolvidas pelos seus seis Institutos e 14 polos regionais de pesquisa, adotadas pelo setor produtivo no biênio 2016/2017.

As análises constam na terceira edição do Balanço Social da Agência, mostrando ainda que o orçamento da Apta no biênio 2016/2017 foi de R$ 596 milhões. O impacto das 48 tecnologias no período foi de R$ 10,9 bilhões, com retorno social superior a 18 vezes o investimento.

Esses dados mostram a importância do investimento nos Institutos de pesquisa do Estado de São Paulo. Pesquisa é investimento e traz retorno direto para a sociedade, com a geração de empregos, renda para o produtor e empresas e alimentos de qualidade para a população.

Este Balanço apresenta à sociedade de forma clara a simples a inserção de nossas tecnologias no cotidiano e mostra de forma contundente nosso compromisso com a inovação, com a sustentabilidade, com a saudabilidade dos alimentos e com o setor produtivo, diretrizes do nosso governador Márcio França.

As análises mostram que a participação privada no orçamento da Apta tem crescido a cada ano, chegando à marca de 23,4% em 2017. Em 2016, 20% do orçamento da Agência era composto por recurso privado, o que mostra a capacidade dos Institutos na captação de recursos e no desenvolvimento de projetos em conjunto com o setor produtivo. Nossa meta é chegar até o final de 2018 com 25% do orçamento composto por recursos oriundos de empresas.

Podemos atribuir este aumento ao estabelecimento dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT) nos seis Institutos de pesquisa ligados à Agência, em 2016. Em pouco mais de um ano de atuação, a Rede NIT-Apta fez seis pedidos de patente em titularidade, cinco em co-titularidade, um pedido de software em titularidade e dois em co-titularidade junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). No período, uma patente foi licenciada e sete cultivares foram protegidas.

A Apta conta com 823 projetos de pesquisa em andamento, 591 pesquisadores, 1.035 servidores de apoio e 355 profissionais contratados via fundação de apoio à pesquisa. No biênio 2016/2017, a Agência contou ainda com 52 estagiários, 20 bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibit/CNPq) e 206 bolsistas ligados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic/CNPq). 

Esta é a força da pesquisa agropecuária paulista agora reconhecida em um evento importante, relevante e do qual esperamos sair vitoriosos!

FRANCISCO JARDIM

Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

www.agricultura.sp.gov.br

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: