Secretaria orienta produtores sobre aumento de produtividade leiteira com o manejo correto

Postado em: 13/03/2017 ás 17:20 | Por: Paulo Prendes

Orientações foram repassadas em encontro na sexta-feiraO manejo correto para aumento da produção leiteira no Estado de São Paulo foi foco de encontro com produtores rurais em São Pedro do Turvo, na última sexta-feira, 10, realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista e a Prefeitura Municipal, em parceria com o Sindicato Rural de Ourinhos. O secretário Arnaldo Jardim abriu o evento enumerando que o Governo paulista ainda compra de outros Estados 78% do leite utilizado em seus programas.

Para aumentar a participação do leite paulista nestas compras, o governador Geraldo Alckmin assinou, em dezembro de 2016, decreto que insere o subprograma Ppais Leite e Derivados no Decreto nº 57.755, que criou o Programa Paulista da Agricultura de Interesse Social (Ppais). O principal objetivo é fomentar a compra de leite e derivados pelas Unidades Gestoras do Estado (UGEs) e promover a interface com programas paulistas de desenvolvimento da agricultura familiar (leia mais aqui).

Temos vários bons exemplos de gente ganhando dinheiro com leite, apontou Ferrari“Com o decreto assinado pelo governador Geraldo Alckmin, o Governo do Estado passa a comprar esse leite e nós vamos fomentar o aumento dessa produção”, explicou Arnaldo Jardim. Para alcançar este crescimento, a Secretaria levou ao Centro de Convivência do Idoso de São Pedro uma palestra para orientar os produtores sobre o que eles podem fazer com seu rebanho para melhorar a produtividade.

Ministrada pelo médico veterinário Alfredo Ferrari Souza, da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) da Pasta em Ourinhos, a apresentação repassou informações importantes sobre alimentação e suplementação, sanidade e bem-estar animal, vacinação e medicamentos, importância da análise do solo, finanças e planejamento e qualidade do leite – fator determinante na hora da negociação do preço com os laticínios.

“Temos vários bons exemplos de gente ganhando dinheiro com leite”, apontou Ferrari, lembrando que os produtores que fizeram o curso de qualidade do leite oferecido pela Cati não passam mais por atritos na negociação. Isso porque eles afixaram o certificado em seus tanques-refrigeradores, indicando aos funcionários do laticínio que agora sabem quando o produto está bom (garantia de preço melhor) ou não, conversando de igual para igual.

Ele listou ainda que outras formações também foram realizadas junto aos pecuaristas de leite: sobre vacinação, aplicação de medicamentos, manejo reprodutivo, inseminação artificial e manejo de ordenha. Um bom exemplo da importância dessas iniciativas é a diferença na hora de conter o gado para vacinação. “Não basta apenas vacinar o animal, é preciso que haja uma contenção correta para a vacina ser aplicada, senão não imuniza”, lembrou o médico veterinário.

 

Para mais informações sobre iniciativas e tecnologias do Governo do Estado de São Paulo para a pecuária leiteira, o produtor pode procurar a Casa da Agricultura mais próxima de sua propriedade. Os endereços podem ser consultados clicando aqui.

Por Hélio Filho
Fotos João Luiz

Galeria do Flickr
Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: