Crambe – CATI Regional Tupã oferece, junto com parceiros, nova oportunidade de palestra sobre o crambe

Postado Em: 07/02/2022 - 14:19 | Autor: Assessoria de Comunicação

Devido ao sucesso da palestra sobre crambe, realizada recentemente, no município de Lucélia, os parceiros se uniram novamente, outros mais aderiram e quem não teve a oportunidade de comparecer antes, poderá participar, no dia 9 de fevereiro, quarta-feira, a partir das 19 horas, de nova palestra sobre o crambe, oleaginosa que pode ser uma ótima alternativa para cultivo na safrinha. Dessa vez, são patrocinadores  a Prefeitura de Tupã, o Sindicato Rural de Tupã e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) Regional Tupã, além de outros, conforme pode ser verificado no convite.

O local escolhido para esta reunião de interessados na nova cultura − que vem ganhando cada vez mais a atenção dos produtores rurais do oeste paulista − é a Associação Cultural Esportiva e Recreativa de Tupã (Acert), com sede na Rua Joaquim Abarca, 916 – Tupã. E são esperados mais de 70 participantes, os quais poderão conhecer melhor o que o crambe oferece, os tratos e manejos necessários a essa planta rústica, bem como fazer as perguntas para o palestrante Flávio Vanzei, diretor agronômico da Agro Novas Energias, uma das empresas organizadoras do evento intitulado “Crambe – Oportunidade de safrinha sem riscos”, mesmo tema da palestra do dia 27 de janeiro, ocorrida em Lucélia.


 

O diretor técnico da CATI Regional Tupã, Rodrigo Lemes, estará na abertura do evento e falará sobre a viabilidade do cambre como uma alternativa de baixo custo, praticamente sem riscos, de ciclo curto, ideal para plantio na safrinha, em especial em rodízio com a soja. Rodrigo tem sido um entusiasta da planta, que vem ganhando cada vez mais espaço na região, com interessados em vários municípios de área de atuação da CATI Regional Tupã. “É nosso dever, como extensionistas rurais, estarmos atentos às novidades e oferecermos alternativas, em especial para os agricultores familiares, os quais são aqueles que mais procuram os serviços oferecidos pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Nós, da CATI e das Casas da Agricultura, estamos mais próximos dos pequenos produtores rurais e eles sempre nos procuram quando têm dúvidas ou ouvem falar de algo que ainda não conhecem”, afirma Rodrigo Lemes.

E, pelo jeito, o crambe, essa oleaginosa de origem mediterrânea, da família das crucíferas, denominada Crambe abyssinica, de fácil adaptabilidade, tolerante à seca, dentre outros atrativos, logo será assunto em outras regiões, para outros públicos. Mais informações podem ser obtidas na CATI Regional Tupã, pelos telefones (14) 3496-4525 e (14) 3496-4524.

Graça Moreira D’Auria – Jornalista – Centro de Comunicação Rural – mgdauria@sp.gov.br / cecor@sp.gov.br