Francisco Martins é o novo coordenador da CATI

Postado Em: 26/04/2023 - 12:28 | Autor: Assessoria de Comunicação

Zootecnista estará à frente da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Zootecnista e mestre pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Gestão Pública pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), Francisco Rodrigo Martins é o novo coordenador da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Francisco iniciou sua carreira na Secretaria de Agricultura e Abastecimento como assistente agropecuário, em 2009, desde então tendo passagens pela Casa da Agricultura e CATI Regional Campinas e, desde 2016, pela assessoria técnica do coordenador.

Antes de assumir a Coordenação da CATI, Francisco atuou como secretário executivo do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – Banco do Agronegócio Familiar (Feap/Banagro), que tem por objetivo prestar apoio financeiro em programas e projetos de interesse da economia do Estado de São Paulo, aos agricultores, pecuaristas e pescadores artesanais, bem como a suas associações e cooperativas de produtores rurais na forma de programas de financiamentos, linhas de empréstimos ou subvenções econômicas, inclusive equalizações de taxa de juros. À frente do Feap desde 2022, ele trabalhou pelo acesso facilitado e assistido de crédito, subvenção econômica, seguro rural, renegociação e prorrogação de dívidas.

Nomeado coordenador no dia de hoje (26/04), Francisco aposta na democratização do acesso às políticas públicas para os produtores rurais como um meio de fortalecimento da agricultura de pequenos e médios produtores e produtores familiares.

Como novo coordenador da CATI, Francisco tem um grande desafio pela frente. A CATI é responsável por fornecer assistência técnica e extensão rural para milhares de agricultores em todo o estado de São Paulo, e seu trabalho é fundamental para o desenvolvimento sustentável da agricultura paulista. “Aceito esse desafio, com alegria e com o pensamento focado em dar continuidade ao trabalho que já vínhamos realizando. Temos, diante de nós, o Cadastro Ambiental Rural (CAR), Rotas Rurais, entre tantos programas que são de execução da CATI e que melhoram a vida de homens e mulheres do campo. Ainda, em breve nossa instituição deve dar início ao Programa Microbacias III”, diz, sobre as muitas frentes de atuação da CATI e sobre o Microbacias III, que propõe intervenção em microbacias hidrográficas para incrementar sistemas produtivos sustentáveis.

À frente da Coordenadoria, ele pretende expandir o uso de tecnologias inovadoras, além de fortalecer a rede de extensionistas rurais da organização, de modo a fornecer um serviço ainda melhor para os agricultores.

Com sua vasta experiência, conhecimento técnico e abordagem inovadora, Francisco Martins certamente será um grande trunfo para a CATI e para a agricultura do Estado de São Paulo como um todo.