IZ sedia treinamento para Métodos de Diagnóstico e Controle de Brucelose e Tuberculose Animal

Postado Em: 12/06/2024 - 15:01 | Autor: Assessoria de Comunicação

O Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, promoveu capacitação e habilitação de Médicos Veterinários credenciados no Conselho de Medicina Veterinária. O curso seguiu as diretrizes da última resolução do Ministério da Agricultura que contempla também alunos que se formarão na profissão no semestre vigente, para exames de diagnóstico e controle de Brucelose e Tuberculose Animal.

Devido à grande importância econômica e sanitária para os rebanhos de bovinos, o MAPA criou, em 2001, o PNCEBT (Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal). Entretanto, para atuar junto ao programa de certificação de propriedades livres dessas enfermidades, são habilitados somente profissionais aprovados em cursos de treinamento previamente reconhecidos pelo Ministério.

O evento contou com a colaboração de palestrantes de outras unidades da Secretaria de Agricultura, que participaram do treinamento fornecendo conhecimentos fundamentais para a capacitação dos participantes.

Vera Cláudia Magalhães, pesquisadora do Instituto Biológico (IB-Apta), abordou a importância e os pontos essenciais do PNCEBT. Em conjunto com Adriana Nogueira (IB-Apta) e Ana Paula Belchior, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA/SAA), ensinaram práticas importantes como coletas de sangue, a prática da tuberculinização e respectiva leitura clínica, diagnóstico laboratorial da brucelose e vacinação de bezerras, prevenindo esta doença.

Os conhecimentos teóricos e práticos sobre Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis foram abordados por Helder Esteves Thomé, também membro da Defesa Agropecuária. Demais representantes da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA/SAA), Klaus Saldanha Hellwig e Rodrigo Marini, discutiram as normas e procedimentos do PNCEBT, além de contribuírem com sua experiência em diversos assuntos.

O evento superou as expectativas dos participantes. João Pedro Rodrigues, um dos participantes, elogiou a didática dos palestrantes e o material utilizado: “Curso excepcional! Todos os alunos puderam realizar as práticas e aprender de fato. Todas as dúvidas foram sanadas no decorrer do curso”, comenta.

Zancheta relata que o curso forneceu conhecimentos técnicos e capacitação suficientes para tomadas de decisões importantes para o rebanho bovino e para a saúde pública: “O treinamento fez a gente entender a nossa importância para a saúde animal e pública”, diz.

Weber Vilas Boas, pesquisador do IZ responsável pelo evento, também ficou satisfeito com os resultados. “Estamos recebendo profissionais que já vêm para o curso com vontade de aprender e se especializar, o que eleva a qualidade do curso e a qualificação dos participantes, contribuindo para a melhoria do rebanho nacional. As inscrições para a nova turma já estão abertas e o próximo treinamento será realizado de 14 a 18 de outubro”, comenta.

Inscrições próxima turma: http://eventos.fundag.br/events/729f0163-6cc6-4739-ad8b-66f72a19ecf5