MÊS DA MULHER: Chefe de Gabinete, Luciana Tucoser, traz um olhar feminino para a Secretaria de Agricultura

Postado Em: 15/03/2024 - 18:55 | Autor: Assessoria de Comunicação

“O fato de eu estar aqui, essa igualdade de gênero e a identificação comigo é algo muito importante pra mim, pessoalmente e profissionalmente”, comemora.

 

“Hoje na posição que eu estou, posso apresentar projetos para fazer a diferença”, é assim que Luciana Tucoser, 49 anos, advogada e chefe de gabinete da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, define a importância de seu cargo.

Luciana passou a ocupar a posição em outubro do ano passado e, desde então, trouxe para a Secretaria e, para o agronegócio paulista, um olhar feminino voltado para as necessidades das mulheres.

A sua história com o agro começou na Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (ITESP). A advogada conta que sempre gostou do setor, mas nunca teve a oportunidade de trabalhar na área. “Quando recebi o convite do secretário [Guilherme Piai], fiquei muito contente porque foi a oportunidade de estar mais próxima do agro”, conta ela.

Assim que chegou na SAA, a chefe de gabinete, nascida em São Paulo, sentiu falta de um projeto que abordasse a temática do assédio. “A gente tem que tratar o assunto de várias frentes, uma delas é pela orientação. Temos que fazer um trabalho de divulgar o que é assédio, como ele acontece, como denunciar e qual o tratamento necessário após a denúncia”, conclui.

A paulista não é a primeira mulher a ocupar um cargo de liderança na Secretaria, a  engenheira agrônoma Mônika Bergamaschi foi a primeira e única mulher no comando, ficando à frente da pasta de 2011 a 2014. Além disso, as mulheres estão presentes na presidência de oito das Câmaras Setoriais da Secretaria.

Atualmente, Luciana, que começou a sua carreira pública em 2010, no Instituto de Pesos e Medidas (IPEM), fica encarregada de assessorar diariamente o secretário de Agricultura, Guilherme Piai, e o secretário executivo, Edson Fernandes. “A gente atende a todas as demandas relacionadas às coordenadorias. Passa por aqui questões de legislação, mudança de decreto, revisão contratual, entre outras tarefas atreladas às políticas públicas da Agricultura”, conta a chefe de gabinete.

Para a advogada, ocupar este cargo na Secretaria é muito significativo e permite a ela uma proximidade maior com os seus objetivos e valores. “Profissionalmente eu posso dizer que estou muito feliz por tudo que estou construindo, estou numa fase muito boa”, revela.

E nos corredores da Secretaria de Agricultura, no centro da capital paulista, Luciana consegue sentir que as colaboradoras da sede, se sentem representadas e acolhidas com o fato de a chefe de gabinete ser uma mulher. Ela conta que é parada com frequência por mulheres que dizem estar felizes com a sua posição. “O fato de eu estar aqui, essa igualdade de gênero e a identificação comigo é algo muito importante pra mim, pessoalmente e profissionalmente”, comemora.

E além do trabalho que tem feito na Secretaria, Luciana recebeu na última terça-feira (12),  a Medalha “Mérito Ana Terra”, num evento realizado no Memorial da América Latina, em São Paulo. Ela conta que ficou muito honrada em receber a homenagem, principalmente por março se tratar do mês das mulheres. “Para mim, o mês de março é a reafirmação da luta feminina, a luta pela igualdade de gênero, que é uma luta diária”, reflete Luciana. “Nós, mulheres, além das nossas atribuições diárias, muitas vezes temos que provar que somos capazes, a nossa luta continua e ainda temos muito para contribuir”, conclui.

A medalha recebida pela chefe de gabinete homenageia as mulheres que trazem esperança de uma vida melhor para todos e personalidades que tenham se destacado ou prestado relevantes serviços voltados ao enaltecimento da participação feminina nas atividades comunitárias.

Segundo Luciana, sua mãe Neide é sua maior referência de mulher. “Sempre me espelhei nela pelos valores e pela maneira de ser forte nos momentos em que é preciso”, lembra ela com carinho. Além de sua mãe, ela também reconhece o esforço diário das mulheres que trabalham pelo desenvolvimento do agronegócio paulista. “Eu também tenho como inspiração a presença feminina do agro. Fortes, guerreiras, que estão na luta para transformar e fazer a diferença”.

E apesar de todo trabalho que realiza diariamente, Luciana também aproveita o tempo livre aos finais de semana para estar ao lado da família e de suas duas cachorras, Maia e Zoe. Além de praticar o seu hobbie favorito que é assistir filmes.

“Eu gosto muito de assistir filmes que me fazem pensar.É importante para mim tirar algum aprendizado deles.”, conta ela.

Luciana conta que apesar de estar vivendo uma grande realização profissional, ela ainda tem o sonho de dar uma condição financeira melhor para os seus pais e conclui:  “Ainda quero construir muito mais.”

 

Simony Maia

MTB 0094729/SP

Assessoria de Imprensa da SAA