Os aspectos agronômicos e regulatórios de óleos essenciais em medicamentos serão abordados pelo IAC em webinar

Postado Em: 03/05/2022 - 14:32 | Autor: Assessoria de Comunicação

Por Carla Gomes (MTb 28156) e Mônica Galdino (MTb 47045) – Assessoria de imprensa IAC

 

“Óleos Essenciais: aspectos agronômicos e regulatórios em medicamentos” será o tema do webinar a ser realizado pelo Instituto Agronômico (IAC) no dia 11 de maio de 2022, às 19h, no YouTuber da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo (https://www.youtube.com/agriculturasp). O evento é direcionado a produtores, empresários, pesquisadores, estudantes e demais profissionais da cadeia de produção de óleos essenciais.

Segundo a pesquisadora do IAC e responsável pelo webinar, Marcia Ortiz Mayo Marques, no momento existe uma crescente demanda por uso de óleos essenciais nos diferentes segmentos da indústria. “Devido a esse aumento, houve maior interesse na produção e comercialização de óleos essenciais em diferentes regiões do país”, diz.

No webinar, o público poderá assistir as apresentações de Ana Cecilia Bezerra Carvalho, especialista em regulação e vigilância sanitária da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), e de Renato Inneco, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC). O debate será mediado pela pesquisadora do IAC, que desenvolve estudos envolvendo a caracterização da diversidade genética e química de plantas nativas da Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia. Márcia também conduz avaliações da atividade biológica dos óleos essenciais, domesticação das plantas, desenvolvimento de pacote tecnológico de cultivo das espécies e melhoramento genético de Lippia alba, espécie aromática produtora de óleos essenciais, visando sua aplicação nas indústrias de alimentos, perfumaria, farmacêutica e cosmética. 

A cientista comenta que, em 2021, o mercado global de óleos essenciais movimentou US$ 8 bilhões e há expectativa de crescimento para US$ 18 bilhões até 2028. Atualmente, o Brasil é o maior produtor mundial do óleo essencial de laranja, ocupando o quinto lugar no ranking global como exportador de óleos essenciais. O país se destaca na produção mundial e comercialização de óleos essenciais desde a década de 1970, quando liderou a produção de óleo essencial de Mentha arvensis.

Os óleos essenciais são usados nas indústrias de perfumaria, cosmética, alimentos e farmacêutica por suas propriedades aromatizantes, antimicrobianas, antissépticas, anti-inflamatórias e sanitizantes. Há também a adoção para fins terapêuticos na aromaterapia, prática que foi intensificada em todo o mundo durante a pandemia da Covid-19. “O efeito da pandemia na saúde, associada à crescente demanda pelo consumo de ingredientes naturais, tem contribuído para o aumento no mercado dos óleos essenciais”, afirma a pesquisadora do IAC, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA).

Márcia foi responsável pela parceria do IAC com a Natura, que resultou em lançamentos dos perfumes “Química do Humor” e Urbano Noite, em 2019 e 2018. Essas fragrâncias, inéditas na perfumaria mundial, trouxeram pela primeira vez o óleo essencial de Piper, uma pimenta da Mata Atlântica. A espécie que deu origem a esses perfumes é cultivada, isto é, não se trata de extrativismo, contribuindo com a conservação da espécie e o meio ambiente.

 

Serviço:

Evento: “Óleos Essenciais: aspectos agronômicos e regulatórios em medicamentos”

Data: 11/05/2022

Contato: 19 98176-1615

E-mail: marcia.marques@sp.gov.br

Local: https://www.youtube.com/agriculturasp