Oswaldo Júlio Vischi Filho recebe certificado da CONFAEAB por relevantes serviços prestados à Confederação e ao país

Postado Em: 27/06/2022 - 16:30 | Autor: Assessoria de Comunicação

O homenageado foi membro do GT criado para elaboração da proposta de projeto de lei sobre Política Nacional de Conservação do Solo e Água

 

O engenheiro agrônomo Oswaldo Júlio Vischi Filho, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, recebeu da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (CONFAEAB) o reconhecimento aos relevantes serviços prestados à Confederação, a categoria agronômica e ao país, pela participação na elaboração da proposta de projeto de lei sobre Política Nacional de Conservação do Solo e Água. Vischi Filho foi escolhido para fazer parte do Grupo de Trabalho (GT) constituído pela Confederação com publicação da Portaria nº 3, de 6 de junho de 2020.

A iniciativa da proposta foi um desdobramento do XXXI Congresso Brasileiro de Agronomia, realizado em 2019. O GT foi formado por especialistas com amplo conhecimento do tema e referências das ações técnicas em andamento em todo o país, para captar e sistematizar ideias e propostas atinentes, adequadas para orientação do uso da terra em todo o país.

Além de Vischi Filho, fizeram parte do GT, coordenado pelo diretor do Departamento de Política Profissional, Francisco das Chagas da Silva Lira, os engenheiros agrônomos  Eduardo Bianconcini Teixeira Mendes, Arnaldo Colozzi Filho, Elói Panachuki, Fábio Régis Souza, Francisco de Assis Bezerra Leite, Gilmar Germano Jacobowski, Luís César Cassol, Paulo Affonso Baqueiro, Pedro Alberto Selbach, Pedro Luiz de Freitas.


O solo agrícola é a base de todos os sistemas de produção além de, se conservado, proteger o meio ambiente. O Estado de São Paulo é referência nacional em aplicação de legislação conservacionista (Lei Estadual nº 6.171 de 4 de julho de 1988 regulamentada pelo Decreto Estadual nº 41.719 de 16 de abril de 1997), que trata do Uso, Conservação e Preservação do Solo Agrícola. “Há 22 a Defesa Agropecuária paulista trabalha com essa legislação considerada moderna, coerente e inteligente, pois dá oportunidade ao infrator de apresentar e implantar um projeto técnico de conservação do solo e assim recuperar o solo erodido”, disse Vischi Filho.

O agraciado estende o certificado de reconhecimento por relevantes serviços prestados aos colegas também engenheiros agrônomos da Defesa Agropecuária, Maria Argentina Nunes de Mattos, Roberto Mikio Arabori e Oscar Yoshikatsu Kanno.

Por Teresa Paranhos