Agrishow: Programa do IZ visa sustentabilidade e rentabilidade no Agronegócio de Leite

Postado em: 26/04/2019 ás 14:23 | Por: Hélio Filho

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), por meio do Instituto de Zootecnia (IZ/Apta) mantém o Programa de Produção Animal em Sistemas Integrados do IZ (Propasi) que abrange estudos em sistemas de produção como pastagens consorciadas, integração lavoura-pecuária, integração lavoura-pecuária-floresta e silvipastoril. Os Sistemas são voltados à produção de leite funcional e orgânico, utilizando animais mestiços, contribuindo com a produção agropecuária sustentável e resiliente às adversidades climáticas e econômicas. A iniciativa será apresentada na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto.

No Programa estão envolvidos todos os Centros de Pesquisa do Instituto de Zootecnia, abrindo possibilidades para projetos de pesquisas em inúmeras áreas, como sanidade, genética, nutrição animal, comportamento, ambiência e manejo. Os Projetos visam gerar conhecimento para os sistemas de produção de leite em pastagens, contribuindo com sua sustentabilidade.

O Propasi atualmente compreende pesquisas no sistema silvipastoril com Mogno Africano em pastos de Capim Marandu, que avaliam a produção de forragem e desenvolvimento das árvores, desempenho animal e valoração econômica; no sistema de integração lavoura-pecuária destinado a produção de silagem para vacas leiteiras e uso dos pastos de Capim Marandu para recria de novilhas leiteiras na entressafra, com enfoque na produtividade de sistemas de produção de leite; no sistema de Integração Lavoura-Pecuária avaliando impacto ambiental e viabilidade econômica para bovinos de corte; e estudos com leguminosas forrageiras estão sendo conduzidos com a finalidade de inserção em sistemas de integração.

Nesse sentido, o IZ tem avaliado o manejo de pastos de Capim Marandu consorciados com Macrotiloma com foco em produção de forragem, perenidade do consórcio e avaliação de produção de metano “in vitro”; e estudos básicos de leguminosas forrageiras com potencial para posterior utilização em integração (consórcio) com gramíneas forrageiras.

Os estudos oriundos desse programa trarão alternativas de uso do solo em propriedades rurais com oportunidade de uma rentabilidade adicional ao agronegócio paulista.

Efeito estufa

O Centro de Pesquisa em Nutrição Animal e Pastagem do IZ desenvolve atividades voltadas para a necessidade do agropecuarista nos diferentes biomas do Estado de São Paulo. Atualmente, os pesquisadores mantêm estudos com o Sistema Silvipastoril com Mogno Africano em pastos de Capim Marandu.

Por meio das técnicas desenvolvidas pelo IZ é possível determinar a quantidade de emissão de metano entérico pelos ruminantes em sistema de pastagem. Segundo os pesquisadores, um bovino Nelore emite anualmente 56 kg de metano (CH4). Este dado é muito relevante ao conhecimento dos balanços de gases causadores do efeito estufa.

“Satisfatoriamente, a visão atual, mais correta em relação aos gases de efeito estufa (GEE) estabelece também que a bovinocultura de corte contribui para o sequestro de carbono quando todo o sistema de produção é considerado - visão sistêmica -, especialmente pelo correto manejo e recuperação das pastagens, minimizando os efeitos prejudiciais ao meio ambiente e aumentando a eficiência do Sistema”, detalha a pesquisadora Luciana Gerdes.

Por Lisley Silvério

Contato (19) 99631-9271 wtsapp

E-mails - lisley@iz.sp.gov.br ou lsilverio@sp.gov.br

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: