IAC apresenta novo híbrido de milho na Agrishow 2016

Postado em: 26/04/2016 ás 19:43 | Por: Comunicação SAA

Híbrido é direcionado para propriedades com baixa e média tecnologiaA Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto Agronômico (IAC), apresenta na Agrishow 2016 o híbrido de milho IAC 8077. O evento é realizado até 29 de abril, em Ribeirão Preto, interior paulista.

O IAC 8077 é um híbrido de milho convencional, isto é, não transgênico, com potencial produtivo de nove a dez toneladas, por hectare de grãos. Este potencial pode ser superado, se a lavoura for conduzida com boa tecnologia. Segundo o pesquisador do IAC, Eduardo Sawazaki, essa produtividade está acima da média dos resultados obtidos no Brasil.

O novo híbrido intervarietal apresenta alta produtividade de grãos em todas as regiões paulistas onde foi avaliado. O melhor resultado foi obtido na região Central do Estado, com 9.032 quilos, por hectare, em quatro locais de experimentos conduzidos no verão 2014/2015. No mesmo período, na região Sul, onde foram conduzidos ensaios em cinco locais, o resultado foi de 7.592 quilos, por hectare. Na região Norte/Oeste, em três locais de experimentos, foram produzidos 7.440 quilos, por hectare. Na safrinha 2015, em seis locais no Vale do Paranapanema, a produtividade foi de 5.945 quilos, por hectare, e na região Norte/Noroeste, foi de 5.629.

Este híbrido é direcionado para propriedades com baixa e média tecnologia. “Ele têm baixo custo de implantação da lavoura, 20 quilos de sementes são suficientes para o plantio de um hectare”, afirma o pesquisador.

Juarez Fernandes dos Anjos, produz três hectares de milho em Tabatinga, interior paulista. “Planto milho transgênico, mas hoje, muito se fala em consumir alimentos orgânicos, que são mais valorizados. É muito importante conhecermos esses novos materiais”, afirma o agricultor que visitou o plot do Instituto Agronômico ao lado de sua esposa, filha e um amigo.

O IAC 8077 apresenta maior tolerância à seca e ao calor. “Ele é recomendado para regiões baixas e para o plantio de verão, quando ocorre maior incidência de veranicos e altas temperaturas”, explica. O IAC 8077 tem grãos semiduros de cor laranja. É adequado para ração e serve de matéria-prima para indústria.

A altura da planta varia de 2,05 a 2,42m, no verão, e de 2,25 a 2,30m, na safrinha, com espigas que ficam de 1,00m a 1,30m do chão, no verão, e de 1,15 a 1,20m, na safrinha. A população de plantas também varia nas duas épocas. No verão, de 60 a 70 mil plantas por hectare, e na safrinha, 50 mil, na mesma área. “O ciclo até o florescimento, após a semeadura, é de 70 a 77 dias, no verão, e de 65 a 68 dias, na safrinha”, explica o pesquisador do IAC.

O custo reduzido de produção deste novo material IAC tem relação também com a boa resistência às principais doenças foliares, não necessitando de controle químico quando as condições forem desfavoráveis às doenças. O porte baixo da planta contribui para reduzir as ocorrências de acamamento e quebramento.

“Os híbridos intervarietais do IAC foram selecionados de variedades sintéticas originadas de bons híbridos simples comerciais convencionais, disponíveis no mercado, o que confere a eles boa adaptação em plantio de verão e safrinha”, afirma.

Por Carla Gomes

Mais informações

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

(11) 5067-0069

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: