Cooperação entre Secretaria de Agricultura de SP e instituto alemão Fraunhofer fortalece inovação em alimentos, recursos biológicos e embalagem

Postado Em: 04/04/2024 - 17:30 | Autor: Assessoria de Comunicação

Acordo amplia intercâmbio de conhecimento e consolida plataforma de pesquisa sediada no Instituto de Tecnologia de Alimentos, em Campinas

 

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), responsável por coordenar a pesquisa científica da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP, e o instituto alemão Fraunhofer IVV firmaram acordo de cooperação em projetos de pesquisa inovadores por meio da Plataforma de Inovação Fraunhofer para Novos Sistemas Alimentares (FIP-NFS@ITAL). Trata-se da ampliação de parceria iniciada em 2013, quando foi instalado o Centro de Projetos Fraunhofer para Inovação em Alimentos e Recursos Renováveis (FPC-ITAL) no Instituto de Tecnologia de Alimentos, em Campinas.

Nessa nova etapa, haverá uma integração maior das atividades de pesquisa do Fraunhofer IVV e do Ital com outras seis instituições vinculadas à Apta: Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Pesca (IP), Instituto de Zootecnia (IZ) e Apta Regional. O acordo firmado prevê que a Apta ofereça a infraestrutura necessária, incluindo os laboratórios e plantas-pilotos, assim como a gestão administrativa, sendo que ambas as instituições devem contribuir com expertise de seus pesquisadores, construção do relacionamento e captação de recursos junto à iniciativa privada para parcerias de cunho científico e desenvolvimento de novos produtos.

Produtos sustentáveis da biodiversidade brasileira

A ênfase das pesquisas deve ser dada ao uso de produtos da biodiversidade brasileira em novos ingredientes e alimentos e ao aproveitamento de recursos biológicos em diversos tipos de aplicação agroindustriais. Visando inovar na transferência de conhecimento e tecnologia juntos aos setores industriais, a parceria deve fornecer também alternativas tecnológicas para a geração de energia e novos insumos para elaboração de embalagens.

Para o coordenador da Apta, Carlos Nabil Ghobril, a celebração do acordo de cooperação estreita a relação Brasil - Alemanha, trazendo benefícios para ambos os países. “Fomentar a ciência, tecnologia e inovação na área de alimentos e de recursos naturais renováveis é uma prioridade para a Apta. Aliar o capital intelectual que é marca de nossos institutos à excelência técnica do Fraunhofer será uma forma de impulsionar os esforços para esse fim”, declara.